Lourival Cuquinha

Lourival Cuquinha, Olinda-PE, 1975. Vive e trabalha em Olinda, PE, São Paulo, SP e Londres, Inglaterra.

Formação Mestre em cinema pela University of Wales, Newport, Reino Unido. Autodidata em artes visuais Bacharelados em história, direito, filosofia e engenharia química [inacabados] Universidade Federal de Pernambuco – 1993 a 2002.

Exposições Individuais

2014 Territórios e Capital: Extinções, MAM, Rio de Janeiro, Brazil.

2013 Territórios e Capital: Extinções, Baró Galeria, São Paulo, Brasil.

2012 Capital: destruction-construction PROGR – Zentrum für Kulturproduktion, Bern, Suíça.

Topografia Suada de Londres: Jack Pound Financial Art Project - Centro Cultural Correios, Recife, Brasil.

2007 Costumes – minha mãe sustenta minha filha - Instituto Cultural Banco Real.

Galeria Marcantônio Vilaça,Recife, Brasil.

Residência Ècole Supérieure d’Art de Aix-en-Provence, França.

2005 Exposição Individual resultante da residência de dois meses na mesma escola pelo Ano do Brasil na França.

Exposições Coletivas

2017 Evoé, Amparo 60, Recife, Brasil.

Voragem, Amparo 60, Recife, Brasil.

2014 Multitude, Sesc Pompéia, São Paulo, Brasil.

Art From Pernambuco, Rainhart Gallery, Brussels, Belgium.

2013 Pivô é a Rua, Pivô, Edifício Copan, São Paulo, Brasil.

Bienal Internacional de Curutiba, Curitiba, Brasil.

Here we are anda from here w ego, Arróniz Arte Contemporáneo, Cidade do México.

FotoBienalMasp, MASP, São Paulo , Brasil.

Ramal_mixtape, Baró Galeria, São Paulo , Brasil.

Metrô de Superfície, Centro Cultural São Paulo, São Paulo, Brasil.

Temporary Contemporary Program, Bass Museum, Miami Beach, Florida, USA.

2012 Transa-Atlântica, Fábrica ASA, Guimarães 2012 – Capital Européia da Cultura. Guimarães, Portugal.

Mit Krimineller Energie, HALLE 14 e ACC Galerie Leipzig e Weimar, Alemanha.

2011 Caos e Efeito/Contra-pensamento Selvagem, Itaú Cultural/SP.

Panorama da Arte Brasileira, MAM/SP.

Jogos de Guerra, Centro Caixa Cultural/RJ.

Festival Performance Arte Brasil, MAM/RJ (Museu de Arte Moderna).

Voces Diferenciales, com o trabalho Warning Flag, Centro Provincial de Artes Plásticas y Diseño, Havana Cuba.

“748.600”, com o trabalho R$102,00, Paço das Artes, São Paulo, SP.

2010 Frieze Art Fair 2010, intervenção na feira com o leilão do trabalho Jack Pound Financial Art Project no stan da galeria A Gentil Carioca. Londres, Inglaterra.

Night of Festivals, Nottingham, Inglaterra Vivo Arte.MOV 2010, com o trabalho OUVIDORIA, Belém do Pará.

20º Festival de Inverno de Garanhuns, com o trabalho Image OFF, Pernambuco Intervenção Urbana no SEU - Semana de Experimentação Urbana, Porto Alegre, RS.

2009 Exposição do projeto Macunaíma Colorau (47º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco, Olinda, Brazilian Summer, Art & the City, Het Domein Museum, Holanda.

O Lugar Dissonante, 47º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco na Torre Malakoff, Recife, PE, Brasil Novo Rosto, breve antologia do auto-retrato na Casa da Cultura da América Latina, Brasília, DF, Brasil.

2008 Brazilian Video Art and Short film na University of Essex Collection of Latin American Art, Colchester, UK.

Corpocidade, Universidade Federal da Bahia, Salvador da Bahia, Brasil.

Exposições Conexão Contemporânea/Funarte/Petrobras (Brasil): 4territórios (RJ-PE), Fev, 2008.

Densidades (RN), Mar, 2008 e Galerias Subterrâneas (PR), Mai, 2008.

Projeto “Arte e Crime: Insubordinações” pelo Conexão Contemporânea / Funarte /Petrobras, Recife, Brasil.

2006 Die Kunst erlöst uns von gar nichts, Künstlerpositionen aus Südamerika (A arte não nos libera de absolutamente nada), com o trabalho Artraffic : Le collier du Mozambique e intervenção urbana Varal, na ACC Galerie, Weimar, Alemanha.

Rumos Artes Visuais / Mapeamento da arte contemporânea brasileira, com o trabalho Varal no Parque do Ibirapuera no Itaú Cultural, São Paulo Brasil.

2005 Territoires Transitoire, com a vídeo-instalação Désolé e a performance Artraffic no Palais de Port Doré, Paris, França.

2004 46º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco com a obra Mapa do Ácaro. Recife, PE, Brasil.

2003 Latinidades, com o trabalho um E.T. viaja Recife / São Paulo SESC Consolação São Paulo, Brasil 45º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco com a obra Sexo. Recife, PE, Brasil.

2002 Trajetórias, com a obra 2º Concurso Mundial do Mickey Feio, Fundação Joaquim Nabuco - Recife-PE 1a Mostra Rio de Arte Contemporânea com a obra 1º Concurso Mundial do Mickey Feio, no MAM-RJ.

2000 Salão Pernambucano de Artes Visuais 2000, com a performance Artista Plástico Dublê de Medíocre na Torre Mallakof, Recife, PE.

1999 Salão dos Novos com a instalação UTA/portaretrato no Museu de Arte Contemporânea /PE (MAC) Olinda, PE, Brasil.

Prêmios

2012 Prêmio do Centro Cultural Correios para exposição individual Prêmio Marcantônio Vilaça.

2010 Prêmio Brasil Contemporâneo Mostra de Artistas Brasileiros no Exterior, da Fundação Bienal de São Paulo.

Prêmio Registros do Canal Contemporâneo pelo trabalho Parangolé.

Prêmio Interações Estéticas da Funarte Ministério da Cultura para realizar uma residência no ponto de cultura Negras Raízes no Morro da Conceição, Recife, PE.

2009 Bolsa residência em Londres do programa Artist Links do British Council, com o trabalho Topografia Suada de Londres.

2006 Premiado no 7º Salão do Mar, pela obra Varal, Vitória (ES).

2003/2004 Bolsa para projeto de pesquisa plástica pelo projeto Mapa do Ácaro, pelo Governo do Estado de Pernambuco.

2003 Premiado na exposição Olinda Arte em Toda Parte, pela obra Varal.

2002 Premiado na 1a Mostra Rio de Arte Contemporânea pela obra 1º Concurso Mundial do Mickey Feio, Rio de Janeiro.

2001 Melhor filme no Festival de Cinema de Goiás, pela película Resgate Cultural - O Filme.

Intervenções Urbanas Grandes

2003/2008 Varal – trabalho no qual roupas são doadas pela população local e costuradas numa corda, criando-se um imenso varal que é instalado no ambiente urbano. Weimar (Alemanha), Rio de Janeiro, Vitória do Espírito Santo, São Paulo, Olinda e Recife (Brasil) e Porquerolles (França), Porto (Portugal).

2004 Mapa do ácaro – trabalho em que 11.000 fotografias microscópicas da superfície de um corpo humano montam um quebra-cabeças que reconstrói este corpo flutuando sobre um rio, enquanto a população é convidada a observar a obra deslizando numa tirolesa instalada entre as duas margens. Recife (Brasil).

Coleções Públicas

MAR Museu de Arte do Rio, Rio de Janeiro, Brasil

MAM Museu de Arte Moderna Aluísio Magalhães, Brasil

Centro Cultural Correios

Instituto Cultural Santander

Alessandra Clark, Brasil

Pedro Veil, Brasil

Nilo Checo, Brasil

Cleusa Garfinkel, Brasil

Nicole Herzog, Suíça

Eduardo Boueiri, Brasil

Carlos Dale, Brasil

Jones Bergamim, Brasil

 

Terça a sexta: 10 às 19h
Sábado: 11 às 17h

+55 81 3033.6060

vendas@amparo60.com.br

Rua Artur Muniz, nº 82, 1º andar, salas 13 e 14 (Entrada pelo restaurante Alphaiate)
Boa Viagem | Recife | Pernambuco