Gilvan Barreto

Gilvan Barreto é pernambucano e reside no Rio de Janeiro há dez anos. Seu trabalho foca em questões políticas, sociais e na relação do homem com a natureza. Sua fotografia é fortemente influenciada pelo cinema e literatura. Em 2014 venceu alguns dos prêmios mais importantes do Brasil, como o Prêmio Brasil de Fotografia, Prêmio Marc Ferrez, Prêmio Conrado Wessel de Arte e foi dos artistas selecionados pelo programa Rumos, do Itaú Cultural. É autor dos livros Suturas (independente, 2016), Sobremarinhos (independente, 2015), O Livro do Sol (Tempo D’Imagem, 2013) e Moscouzinho  (Tempo D’Imagem, 2012). Além de ser organizador e coautor do livro-CD Orquestra Pernambucana de Fotografia. Possui trabalhos em acervos particulares e institucionais, a exemplo do Porto Seguro / Prêmio Brasil de Fotografia, Centro Cultural São Paulo e Itaú Cultural.

Entre as exposições, destacam se as individuais, Llamamiento, Centro de Fotografia de Montevideo, (Uruguai, 2016). Suturas, Centro Cultural Laura Alvim, (RJ, 2015) e Galeria Amparo 60 (Recife, PE, 2015). Arqueologia de Ficções, Centro Capibaribe de Imagens, (Recife, PE, 2013), Ateliê da Imagem, (RJ, 2013) e Doc Galeria (São Paulo, 2013). E as coletivas: A Arte da Lembrança – a Saudade na Fotografia Brasileira Itaú Cultural, (São Paulo, SP, 2015) e Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, (Belém – PA, 2016).
A Arte de Contar Histórias, Museu de Arte Contemporânea de Niterói (Niterói, RJ, 2016). Passion. Fan-Behaviour and Art, Küntstlerhaus Bethanien, (Berlin, Alemanha, 2015), Kunsthaus Nürnberg, (Nurembergue, Alemanha, 2016), Ludwig Múzeum (Budapest, Hungria, 2016).

Nenhum comentário

Deixe um novo comentário

Terça a sexta: 10 às 19h
Sábado: 11 às 17h

+55 81 3033.6060

vendas@amparo60.com.br

Rua Artur Muniz, nº 82, 1º andar, salas 13 e 14 (Entrada pelo restaurante Alphaiate)
Boa Viagem | Recife | Pernambuco