José Rufino no Mosteiro de São Bento

Exposição Mosteiro de São Bento

Inaugura no próximo dia 5 de agosto, às 12h, exposição dupla que conta com José Rufino e Cristina Ataíde, com curadoria é de Fátima Lambert no Mosteiro de São Bento, em São Paulo.

Mais Informações:

Largo São Bento, s/n cep 01029010 – São Paulo – Tel 011 33288779
Horário: sábados e Domingos das 10h às 17h
Terça à sexta das 13h às 17h, segunda fechado

Financial Art de Lourival Cuquinha

Esquema de Lourival Cuquinha

Acontece no próximo dia 2 (quinta-feira), às 19h a abertura da exposição Topografia Suada de Londres: Jack Pound Financial Art Project de Lourival Cuquinha com curadoria de Moacir dos Anjos no Centro Cultural Correios Recife.

A visitação acontece do dia 03 de agosto ao dia 23 de setembro, de terça a sexta, das 9h às 18h. Sábados e domingos, das 12h às 18h.

Palestra e lançamento de catálogo dia 20 de setembro às 15h

maiores informações:

Jack Pound Financial Art Project

informações e agendamento 81 3224.5739
centroculturalcorreiosrecife@corrreios.com.br

Centro Cultural Correios Recife
Av. Marques de Olinda, 262
3º. andar /sala 05/ Bairro do Recife

 

Lançamento do Catálogo PNMME

O artista José Paulo, que acaba de ganhar o Prêmio Funarte de Arte Contemporânea, e entrou recentemente para o ranking da Veja Rio entra as melhores exposições do Rio de Janeiro com a mostra Para Nunca Mais Me Esquecer , lança amanhã o catálogo da exposição.

O lançamento ocorre no Paço imperial mesmo espaço da exposição, às 16h e é uma ótima oportunidade para quem ainda não conferiu a mostra.

Exposição Para Nunca Mais Me Esquecer
Local: Centro Cultural Paço Imperial
2º pavimento / Salas Marquês do Lavradio e José Alpoim
Praça XV de Novembro, 48 , Centro, Rio de Janeiro)
Horário: 19h às 22hs
Entrada gratuita
Visitação: até 05 de agosto de 2012, de terça a domingo, das 12 às 18hs
Entrada Franca / Classificação Etária: livre

O Efeito da Frase

O Artista Cristiano Lenhardt participa da exposição “O Efeito da Frase” que abre amanhã, no Museu Murilo La Greca. A mostra questiona os modos de narração e seus reflexos na construção histórica.

Na coletiva também estão: Daniel Barroca, Deyson Gilbert & Roberto Winter, Glauber Rocha, Jimson Vilela, Telephone Colorido e Yuri Firmeza. A Curadoria é de Ana Maria Maia.

Mais informações:

Abertura: Domingo  22 de Julho, a partir das 17h, 19h: Performance

Visitação: 23 de Julho à 16 de Agosto – Terças às sextas, das 9h às 17h Sábados e Domingos 13h às 17h

 

From the Margin to the Edge

Pra quem está em terras londrinas segue uma dica muito interessante:

Abre para visitação em 21 de julho a exposição “From the Margin to the Edge”, uma coletiva de artistas e designers brasileiros selecionados durante a última década. Entre eles estão Alex Flemming e Rodrigo Braga, membros do casting da Amparo . A exposição conta com 30 patrocinadores e almeja ser uma profunda mostra da cultura visual no período contemporâneo brasileiro.

Para quem não está por lá, segue o Pinterest da exposição que promete mostrar tudo que rola de mais legal na exposição: http://pinterest.com/ftme/

Mais detalhes abaixo:

From the Margin to the Edge
Local: Somerset House, Londres
Período: 20 de julho a 09 de setembro

 

 

Tramando Mundos | Luiz Hermano

A exposição de Luiz Hermano “Tramando Mundos” apresenta o interesse cosmológico do artista em obras feitas entre 1980 e 2011. Formar mundos e meditar sobre a matemática do universo são interesses que unem todas as obras, desde as aquarelas com temas míticos às mais recentes grades geométricas. Como se colocasse em jogo tentativas de compreensão da origem e possibilidades de conexão com o universo, Hermano busca em várias culturas as estruturas para suas composições intrincadas, tecidas pela mão que vai pensando as tramas, enquanto a mente se esvazia da banalidade do cotidiano. A mão se move rápida e pensa com contas de plástico, capacitores eletrônicos, tubos de alumínio…

Religião, consumismo e tecnologia estão trançados nos fios de arame de Hermano. Na Tailândia, na India, na China, o artista encontrou estátuas de budas em construções milenares, erguidas segundo a geometria sagrada e se encantou com mandalas que esquematizam o universo. Mas também passeou pelas ruas de comércio de quinquilharias de plástico, de brinquedos piratas, de computadores de procedência duvidosa. O sagrado é aqui enovelado com o profano, pois o artista não pretende escapar do mundo cotidiano, mas achar nele mesmo a transcendência.

Luiz Hermano medita enquanto faz suas obras. Ele entra em um estado mental similar ao da criança brincando, e enquanto sincroniza o movimento de suas mãos com a frequência de suas ondas cerebrais, ergue uma área onde a ilusão de ser um com o universo se integra com a consciência de ser separado desse universo. Nas tramas criadas por Luiz Hermano, a ilusão de estar em controle e ser capaz de mapear o mundo construindo objetos coexiste em paz com a frustração de ser um ente de duração finita em um universo que existe em um tempo infinito.

Luiz Hermano nasceu em Preaoca, Ceará, e nos últimos 30 anos teve seus trabalhos apresentados nas principais instituições de arte do Brasil, como Pinacoteca do Estado de São Paulo, Instituto Tomie Ohtake, Centro Dragão do Mar, Museu de Arte Moderna de São Paulo e Rio de Janeiro, MAC-USP, MASP,  além de participar da Bienal de São Paulo em 1987 e 1991, e da Bienal de Curitiba em 2009.

Texto: Paula Braga

 

Terça a sexta: 10 às 19h
Sábado: 11 às 17h

+55 81 3033.6060

vendas@amparo60.com.br

Rua Artur Muniz, nº 82, 1º andar, salas 13 e 14 (Entrada pelo restaurante Alphaiate)
Boa Viagem | Recife | Pernambuco